ANEEL



Avaliação da Condição de Operação de Isoladores de Pino Porcelana Instalados na Rede de Distribuição de Média Tensão do Grupo ENERGISA (PD-6585-1201/2012):

Este P&D, realizado em conjunto com a ENERGISA, teve como objetivo o desenvolvimento de uma metodologia de avaliação de isoladores de pino de porcelana a partir da utilização de ferramentas de medição baseadas em ultrassom, radiointerferência, ultravioleta e infravermelho.
Empregadas de forma complementar, estas tecnologias possibilitam que a inspeção de isoladores (classe 15 kV) seja realizada de forma muito mais efetiva se comparada ao método tradicional, que consiste na inspeção visual. Ao contrário dessa, a inspeção auxiliada por essas ferramentas fornece um diagnóstico a partir de grandezas mensuráveis e objetivas, possibilitando a identificação certeira de isoladores com problemas, como trincas, furos e excesso de sujeira.

Avaliação de Isoladores Poliméricos sob Condições Climáticas Simuladas - Envelhecimento Acelerado / Hidrofobicidade (PD-6585-1404/2014):

Realizado em conjunto com a ENERGISA, este projeto consistiu na avaliação de isoladores poliméricos de média tensão a partir de simulações físicas de condições climáticas com acompanhamento do desempenho mediante ensaios físico-químicos e elétricos, tornando possível conhecer a expectativa de vida dos isoladores.
As simulações ocorreram em câmaras climáticas especialmente desenvolvidas para o projeto, onde condições de umidade e salinidade puderam ser reproduzidas de acordo com as normas e com as condições desejadas de estudo.

Otimização de Manutenção e Reenergização de Redes de Distribuição sob Condição de Falta Através de Sistema Próprio de Sinalização (PD-0084-1516/2015):

Este projeto consistiu na elaboração de uma metodologia e desenvolvimento de ferramentas para sinalização remota de faltas em redes de distribuição (ENERGISA).
O desenvolvimento foi motivado pela necessidade de se reduzir o tempo de restabelecimento das redes de distribuição, ao mesmo tempo em que os indicadores de falta tradicionais não ofereciam as funcionalidades desejadas.
As ferramentas consistem em indicadores de falta para aplicação temporária, capazes de comunicar entre si e com uma central de operação, que fica em poder da equipe de manutenção. Os indicadores de falta, cujas posições são monitoradas por GPS, permitem que o trajeto da falta seja facilmente reconhecido em um mapa georreferenciado, permitindo assim que o local da falta seja encontrado com maior rapidez.

Compartilhamento de Estruturas de Linhas de Subtransmissão Classes 72,5 e 145kV com Redes de Distribuição de Média Tensão Classes 15, 25 e 36,2kV - Estudos Mecânicos, de Transitórios Eletromagnéticos, Modelos para Validação Técnica e Econômica (PD-5217-1515/2015):

Devido às restrições ambientais e de espaço presentes atualmente para a expansão das redes de distribuição e transmissão, tem sido cada vez mais empregadas soluções de compartilhamento de estruturas por redes de distribuição e transmissão ao redor do mundo. Entretanto, este tipo de solução traz consigo efeitos que não podem ser desprezados, já que as linhas estão acopladas entre si.
Visando conhecer melhor estes efeitos, com o objetivo de resguardar o consumidor e o próprio sistema elétrico, foram realizados estudos baseados em simulações computacionais de trechos compartilhados de redes do grupo ENERGISA. Com modelagem em ATP e LIOV-EMTP, foram avaliados os efeitos de descargas atmosféricas diretas e indiretas, surtos de manobra e curto-circuito.